Será este um bom momento para comprar casa?

Comprar casa: três fatores que influenciam o mercado imobiliário

O melhor momento para comprar casa depende de diversas variáveis. Por um lado, é importante avaliar as condições específicas de cada pessoa (ex: emprego e rendimentos estáveis). Ao mesmo tempo, existem alguns fatores externos que poderão condicionar a decisão. Descubra-os.

Apesar da inflação, da guerra na Ucrânia, da subida das taxas de juro e das dúvidas em torno do percurso das economias, a concessão de crédito habitação continua a acelerar. Segundo estatísticas do Banco de Portugal (BdP), os bancos concederam mais de 8,3 mil milhões para os portugueses comprarem casa nos primeiros seis meses do ano – o valor mais elevado desde 2007. Mas será este um bom momento para comprar casa?


Comprar casa: três fatores que influenciam a evolução do mercado imobiliário

Num contexto de incerteza, existem diversos riscos que devem ser ponderados por quem está neste momento a equacionar comprar casa, nomeadamente:

  • Subida das taxas de juro
  • O Banco Central Europeu deu início no passado mês de julho a um ciclo de subidas das taxas de juro de referência para combater a inflação. As prestações do crédito habitação já estão mais caras. Quem comprar casa com o recurso a financiamento deverá estar preparado para esta realidade. Para isso, analise com detalhe os planos de prestações que constam na FINE (Ficha de Informação Normalizada Europeia), fornecida pelos bancos, para perceber quanto pode aumentar a prestação, caso as taxas Euribor continuem a subir.

  • Critérios para a concessão de crédito
  • Um outro aspeto que pode condicionar o acesso (e custo) ao financiamento prende-se com os critérios que a banca utiliza para tomar as suas decisões de crédito. Estes critérios podem ser mais ligeiros ou apertados, consoante as condições do mercado. De acordo com o último “Inquérito aos Bancos sobre o Mercado de Crédito”, nos últimos meses não se verificaram alterações nos critérios de concessão de crédito habitação em Portugal.

    No entanto, se a situação económica se deteriorar, se os níveis de incumprimento subirem e a perceção de risco se acentuar, os bancos poderão ser mais cautelosos na avaliação dos pedidos de empréstimo – o que poderá refletir-se em spreads mais elevados ou na exigência de apresentação de maiores garantias.

  • Evolução dos preços das casas

Uma das grandes incógnitas do mercado imobiliário é saber até quando os preços das casas vão subir. Apesar de existirem fatores que estão a suportar a subida dos preços da habitação em Portugal (ex: aumento dos preços dos materiais de construção, oferta de imóveis insuficiente para satisfazer a procura em determinadas localidades e a procura de imóveis por parte de investidores estrangeiros), existem alguns sinais de sobrevalorização do mercado imobiliário. No último “Relatório de Estabilidade Financeira”, de junho, o BdP alerta mesmo para a existência do “risco de uma redução dos preços no mercado imobiliário residencial, decorrente de alterações nas condições de financiamento”.

Está à procura de casa e quer saber qual é a melhor solução de crédito habitação? Consulte já o Simulador de Crédito Habitação Twinkloo.

LIGUEM-ME
GRÁTIS