3 truques para preparar o jardim para primavera

Com estas dicas conseguirá ter um jardim alegre e primaveril

Criar um jardim de primavera, colher alegria

São vários os estudos que defendem a ideia de que a jardinagem é uma atividade extremamente benéfica para a saúde. É, pois, um importante exercício terapêutico para o corpo e para a mente, eficaz no combate ao sedentarismo e ao stress.

Com a primavera à porta, este é o momento certo para pôr as mãos na terra. Renovar o jardim, ou criar um de raiz, não é tão difícil como pode parecer à partida — mesmo para os mais amadores no universo da botânica. Dê mais vida à sua casa e usufrua dos dias soalheiros que se avizinham!

Limpar, preparar, renovar

Em primeiro lugar, é importante que reserve um dia para fazer uma limpeza profunda do seu canto verde. Remova as plantas mortas ou que não têm condições para sobreviver. Além disso, deve cortar as folhas e os ramos secos, para que não se desperdice energia necessária aos processos de crescimento, floração e frutificação.

Dessa forma, deve prestar uma especial atenção às plantas que começam a ficar secas, amarelas ou com pouca folha. É provável que o substrato esteja esgotado e precise, pois, de ser renovado. Finalizadas as limpezas e rotinas de manutenção, observe o espaço que tem disponível e comece a preparar o jardim para a sua renovação primaveril.

O segredo está no solo

Um jardim bem-sucedido está diretamente dependente da qualidade do substrato. É fundamental que o solo onde se fixam as raízes seja capaz de responder às necessidades nutricionais das plantas, para que se desenvolvam com vigor.

Comece por arejar a terra, remexendo-a com uma sachola ou um arado, por exemplo. Depois, adube, de preferência recorrendo a fertilizantes biológicos ou, se fizer compostagem em casa, com o composto que produziu ao longo do tempo. Deixe o solo descansar por alguns dias, enquanto decide que plantas e flores darão vida ao seu jardim de primavera.

Que plantas escolher?

O conjunto de opções de cultivo para um jardim de primavera é bastante vasto. Deve fazer a escolha com base no seu gosto, claro, mas tendo também em conta alguns fatores decisivos, como a exposição à radiação solar e a área que tem para ocupar.

Ainda assim, há algumas plantas e flores de primavera mais indicadas para começar. Veja estes exemplos:

  • Tulipas: devem ser plantadas em vaso, com um solo bem drenado e com muita exposição ao sol. Dá flor em poucas semanas;
  • Lilás: necessitam de rega frequente e um solo com boa drenagem. Uma das suas vantagens é a resistência ao calor e ao frio. A sua fragrância é ímpar;
  • Narciso: dá-se bem ao sol ou à sombra, embora precise de ter o solo sempre húmido (não encharcado!);
  • Orquídeas: escolha um local com luminosidade, mas abrigado da ação direta do sol e do vento, para instalar estas plantas delicadas. Não as regue com demasiada frequência;
  • Limoeiro: num recanto quente e protegido, pode plantar esta árvore de fruto, que se dá bem em clima mediterrânico;

Além destas, pode ainda optar por ter algumas plantas aromáticas no seu jardim de primavera, para dar um toque especial aos seus cozinhados. Salsa, coentros, manjericão ou cebolinho são, pois, ótimas opções para começar.
Se não tem um espaço ao ar livre, nada o impede de explorar o mundo da botânica no interior… Abra as portas à alegria primaveril e divirta-se com este terapêutico hobby!

LIGUEM-ME
GRÁTIS