Sabe como calcular a prestação da casa?

Sabemos que são muitos os custos de comprar um imóvel, mas há um encargo que mais retém as nossas atenções: quanto vamos ficar a pagar mensalmente. É, pois, importante saber calcular a prestação da casa, até para ir acompanhando as variações que esta pode sofrer.

A prestação da casa vai depender de um conjunto de componentes que vai negociar com o banco. Nomeadamente, o spread e o tipo de taxa de juro. Por isso, se escolher uma taxa de juro fixa, o valor da prestação fica definido para toda a duração do contrato e sabe sempre com o que pode contar. Porém, se escolheu uma taxa de juro variável ou mista, o valor vai oscilar durante a duração do contrato.

Para poder calcular a prestação da casa corretamente, tem de ter em conta a forma como evolui o indexante que escolheu, mas também se altera algumas das condições iniciais.

Esteja atento às variações da Euribor

O indexante corresponde, por regra, à Euribor.

O que é a Euribor?

Sigla para a expressão em inglês European Interbank Offered Rate, é a taxa de referência do mercado monetário interbancário. Resulta da média das cotações fornecidas por um conjunto de bancos europeus. No Crédito Habitação, os prazos mais utilizados são a 3, 6 e 12 meses.

ara calcular corretamente esta taxa, o quem tem de usar é a média das cotações diárias da Euribor e dividir pelo número de dias. No caso do Crédito Habitação, o que tem de ter sempre em conta o mês anterior ao da revisão.

or exemplo, se escolheu como indexante a Euribor a 3 meses, significa que o seu contrato vai ser revisto trimestralmente. No mês em que for feita a revisão, será tida em conta a média mensal do mês anterior. O mesmo acontece com a Euribor a 6 e a 12 meses.

A importância do spread

Quer se trate de um contrato de taxa fixa ou de taxa variável, quando fechou o contrato de Crédito Habitação, chegou a acordo com o banco sobre o spread. Para fazer baixar o valor do spread, é muito provável que tenha negociado algumas condições para tornar o Crédito Habitação mais barato.

Ora bem, se ao longo do contrato cancelar ou deixar de cumprir algumas dessas condições, isso pode levar a instituição financeira a alterar a sua margem e a ter de fazer novas contas para calcular a prestação da casa.

Falamos, por exemplo, da domiciliação do salário, da subscrição de seguros de vida e multirriscos da própria instituição ou uma utilização mínima do cartão de crédito.

Por fim, para mais informação sobre Crédito Habitação visite o site do Banco de Portugal.

Fale agora com a Twinkloo. O Crédito Habitação não tem de ser um bicho de 7 cabeças.

LIGUEM-ME
GRÁTIS