Quais são os custos de comprar um imóvel?

Ter uma casa implica fazer muitas contas. Além do valor propriamente dito da casa, os custos de comprar um imóvel envolvem muitas outras componentes. Falamos sobretudo de impostos, registos e comissões, que se juntam ao montante que terá de colocar de parte para pagar a percentagem do valor do imóvel que não cabe nos limites de financiamento impostos aos bancos.

custos de comprar um imóvel
custos de comprar um imóvel

Impostos

IMT – Imposto Municipal sobre Transações Onerosas de Imóveis

Este imposto é cobrado sempre que há uma mudança de proprietário de um imóvel e quando a transmissão é feita a título oneroso em território português. Quando a transmissão é gratuita, há lugar apenas ao pagamento de Imposto de Selo.

O IMT incide sobre o mais elevado de dois valores: o valor do contrato ou o valor patrimonial tributário, e varia consoante:

  • o tipo de imóvel: urbano ou rústico;
  • a localização: continente ou regiões autónomas;
  • a finalidade: habitação própria e permanente ou habitação secundária/investimento.

À percentagem praticada, é necessário aplicar a parcela a abater que consta na tabela publicada anualmente.

Imposto de Selo

O Imposto de Selo abrange quase todos os atos e contratos que não estão sujeitos a IVA, sendo também contemplado nos custos de comprar um imóvel. No processo de compra de casa, pode surgir em dois momentos:

  • celebração da escritura: taxa de 0,8% sobre o montante mais elevado entre o valor da escritura e o valor patrimonial tributário;
  • na concessão do crédito à habitação: quando é o caso, a taxa aplicável é de 0,6% para contratos com um prazo superior a cinco anos e de 0,5% para prazos inferiores.

IMI – Imposto Municipal Sobre Imóveis

As taxas do IMI são fixadas todos os anos pelos municípios, incidindo sobre o valor patrimonial tributário dos imóveis situados em território português:

  • prédios urbanos: podem oscilar entre 0,3% e 0,45% ou, em circunstâncias específicas, ir até 0,5%
  • prédios rústicos: 0,8%

Pode consultar as taxas por município e por ano no Portal das Finanças. 

Registos e comissões

Nos custos de comprar um imóvel, enquanto os impostos têm tabelas próprias, os valores dos registos e das comissões vão depender das instituições financeiras que escolher.

Registo da escritura

as alternativas para realizar a escritura são várias:

  • Casa Pronta: para a compra com capitais próprios, o valor a pagar é de 375€.
  • Cartórios notariais: os valores são variáveis.
  • Conservatórias do registo predial: os valores são variáveis.

Registo de mútuo

é efetuado quando se recorre a um crédito à habitação e é necessário registar a hipoteca do imóvel a favor do banco. Neste caso, o valor na Casa Pronta sobe de 375€ para 700€.

Comissões bancárias

É preciso não esquecer que os custos de comprar um imóvel têm de contabilizar o pagamento dos serviços prestados pelo banco. Embora seja um valor variável, pode contar com cerca de 1.000€ para as comissões de:

  • abertura para a preparação e avaliação do crédito.
  • avaliação do imóvel, que custa cerca de 250€.
  • formalização do contrato de crédito, para cobrir os gastos administrativos e burocráticos do banco.

Exemplo 

Para ter uma ideia dos custos, imagine que vai adquirir um imóvel urbano em Lisboa por 150.000€ recorrendo ao crédito à habitação:

  • Comissões bancárias: 1000,00€
  • Registo Casa Pronta: 700,00€
  • IMT: 1.859,77€
  • Imposto de Selo sobre a escritura: 1.200,00€
  • Imposto de Selo sobre o crédito: 900,00€

Total de encargos: 5.659,77€

Por fim, para mais informação sobre crédito habitação visite o site do Banco de Portugal.

Fale agora com o Twinkloo e fique a saber como garantir um crédito à sua medida.