Fases do Crédito Habitação

Pretende avançar com a compra de uma Habitação Própria Permanente? Mas antes de tomar qualquer decisão são vários os aspetos a estudar para as fases do crédito habitação.

Assim, e para tomar a decisão correta, deve tentar procurar saber o máximo de informação possível junto de especialistas na matéria. Não se esqueça que poderá ser o maior encargo que terá e pode durar quase uma vida, não tome nenhuma decisão precipitada.

Conseguir o financiamento certo não é tarefa fácil, deve sempre analisar o mercado e fazer uma pesquisa sobre as possíveis soluções de crédito. Esta operação passa por diversas fases que por vezes demoram a concluir-se, desde uma pré-aprovação do crédito até à realização da escritura.

Que fases do crédito habitação existem?

Envio de Documentação

Ao solicitar uma proposta de crédito junto das entidades bancárias, ser-lhe-á pedido vários documentos em diferentes fases.

No início será feita uma breve análise do seu perfil, avaliando a sua situação financeira com base nos seguintes documentos (dependerá, por vezes, da entidade bancária que aborda):

  • Documentos de identificação;
  • Declaração de IRS;
  • Nota de liquidação de IRS do ano anterior;
  • Declaração de vínculo laboral;
  • Extratos bancários dos 3 meses anteriores;
  • Últimos 3 recibos de vencimento;
  • Mapa de Responsabilidades de Crédito do Banco de Portugal.
  • Pré-Aprovação do Crédito Habitação

Nesta fase, o banco, através da documentação enviada, avalia o seu perfil, se terá capacidade de suportar os encargos deste empréstimo ao longo do prazo.

Um dos principais indicadores é a taxa de esforço, esta indica se o seu rendimento atual consegue ou não suportar as despesas do dia a dia.

Taxa de esforço = (Encargos Financeiros / Rendimento Líquido Total) x 100

A sua situação financeira será analisada ao pormenor bem como a sua situação profissional, é necessário que tenha alguma estabilidade para que o crédito lhe seja aprovado.

Outro fator determinante nesta avaliação é o LTV (Loan To Value), este é o rácio que faz a relação entre o valor de financiamento pretendido e o valor do imóvel, quanto menor for esta percentagem, menor será o risco para o banco ao conceder-lhe este empréstimo, logo será mais provável conseguir a aprovação final.

LTV = (Valor de Financiamento / Valor do Imóvel) x 100

O processo de crédito habitação dará início assim que a entidade verificar que reúne os requisitos e condições necessárias para avançar.

Avaliação do Imóvel

A avaliação do imóvel é uma etapa obrigatória, esta é feita com base no valor do imóvel que o banco define o valor máximo de financiamento e as condições do próprio empréstimo. Aqui, o banco solicita mais alguma documentação como por exemplo, a caderneta predial, certidão de teor e as plantas do imóvel.

Se esta avaliação for satisfatória, é emitida a carta de aprovação do crédito que confirma as condições finais do crédito habitação.

Realização da Escritura

Assim, é com a escritura que fica legalizada a compra e venda da habitação e corresponde à última fase de todo o processo. É ainda necessário contratar um notário, e é também nesta fase que tem um dos maiores custos associados à compra do imóvel. Deverá também entregar os últimos documentos, licença de habitação, certificado energético e comprovativo de pagamento do IMT e imposto selo.

Concluindo,

São então estas as fases do crédito habitação. Assim, por ser um processo de enorme importância na sua vida deve ter muita atenção em qualquer uma destas etapas, sempre que tiver alguma dúvida em qualquer um dos passos, deve informar-se da melhor maneira possível aconselhando-se também através de profissionais na matéria. E, finalmente, lembre-se que uma boa análise financeira é uma das ferramentas que o vai poder ajudar a tomar a decisão mais correta.

Por fim, para mais informação sobre crédito habitação visite o site do Banco de Portugal.

Fale agora com o Twinkloo e fique a saber como garantir um crédito à sua medida.