Construir uma piscina: como fazê-lo e quanto custa

Saiba o preço de construir uma piscina e as várias opções que existem

Construir uma piscina: o que precisa de saber?

Além da diversão garantida nos dias mais quentes do ano, construir uma piscina é uma ótima forma de embelezar uma casa e, claro, de valorizar a propriedade. No entanto, não é um empreendimento simples: exige algum esforço orçamental e há várias decisões que devem ser ponderadas.

Em primeiro lugar, a escolha do local. Estude bem o espaço que tem disponível e a sua topografia. Convém que esteja exposto ao sol, para facilitar o aquecimento natural da água, e que se evite a proximidade a árvores, devido à queda das folhas.

Contudo, mais importante do que isso é saber se o local escolhido pode originar algum problema relacionado com lençóis freáticos, com infiltrações de água de cursos das imediações, ou mesmo com a rede de gás natural, de água e de esgotos. Assim, antes de começar a construir uma piscina, deve consultar sempre profissionais para estudar o terreno — poupe-se a problemas e custos futuros.

Além disso, apesar de não precisar de licença, é necessário fazer uma comunicação prévia da construção à câmara correspondente, segundo o decreto-lei n.º 26/2010, de 30 de março. No que toca à carga fiscal, o IMI para quem tem piscina é agravado, por conta da valorização do parâmetro de avaliação referente à qualidade e conforto do imóvel.

As diferentes opções e o custo de construir uma piscina

O mercado disponibiliza, atualmente, uma vasta diversidade de escolhas: do material à forma, passando pelo tamanho e pelo estilo. A opção dependerá sempre daquilo que almeja e, claro, do orçamento disponível.

Veja alguns exemplos de tipos de piscina por que pode optar e respetivos preços médios:

  • Piscina em betão: são a solução mais comum e versátil. Possibilitam uma grande variedade de tamanhos e formatos e têm a vantagem de serem muito resistentes e duradouras. O revestimento pode ser feito em materiais como cerâmica ou tela, por exemplo. Dependendo das escolhas que fizer, o seu custo médio pode variar entre os 12.000 euros e os 30.000 euros;
  • Piscina em fibra de vidro: geralmente disponíveis em múltiplas formas e dimensões pré-fabricadas. A instalação é mais rápida e simples, mas exige que encontre o formato padronizado que melhor se adequa ao seu espaço. São opções mais baratas, com um custo médio de 8.000 euros;
  • Piscinas de vinil: têm vindo a ganhar popularidade entre os consumidores. Com um revestimento flexível e paredes reforçadas em alumínio, aço ou polímero não corrosivo, estão disponíveis em dezenas de cores e padrões. A instalação costuma demorar menos de um mês e o preço é bastante atrativo: podem rondar os 8.000 euros;
  • Piscina em vidro: por muitos considerada a opção mais elegante e requintada, associada a ambientes luxuosos e modernos. Neste caso, por se tratar de uma instalação mais complexa, o preço pode facilmente ultrapassar os 20.000 euros;
  • Piscina de superfície: mais fáceis e rápidas de construir, sem necessidade de escavação, e, por isso, mais baratas. Existe uma grande diversidade de modelos pré-fabricados ou, claro, a possibilidade de fazer uma à sua medida, com os materiais que preferir.

Equipamentos, acessórios e manutenção da piscina

A missão de construir uma piscina não acaba com a sua instalação. Deve ter em conta que precisará também de uma casa das máquinas e de adquirir equipamentos como motobombas e filtros, com um custo médio de 4.000 euros por kit, sistema de iluminação, que pode andar pelos 450 euros, ou sistemas de tratamento da água, manuais ou automáticos. Os custos de manutenção variam muito de acordo com o tipo de piscina, o seu tamanho e o tratamento escolhido.

Ainda que exija uma despesa considerável, lembre-se que construir uma piscina é um investimento na sua casa e na qualidade do tempo que passa em família. Dê vida aos seus sonhos!

LIGUEM-ME
GRÁTIS