Como combater a humidade em casa: causas e soluções

Conheça as causas deste problema e como solucioná-lo de uma vez

Manchas nas paredes e tetos, bolor ou tinta empolada. Estes são alguns sinais mais comuns da existência de humidade numa casa. Um problema que afeta as habitações de muitos portugueses, especialmente com a chegada do inverno. Conheça as diversas causas deste problema e alguns conselhos sobre como combater a humidade em casa.

As consequências da humidade numa casa

Antes de tudo, é importante lembrar os efeitos negativos que a humidade provoca dentro de uma casa. Essas consequências podem, aliás, ter naturezas distintas:

  • Danos para a saúde: A existência de humidade em algumas divisões da casa traz repercussões para a saúde daqueles que nela habitam, podendo potenciar o desenvolvimento de problemas respiratórios e alergias. Também quem sofre de doenças reumáticas poderá sentir um agudizar de problemas e dores relacionados com as articulações e os ossos.
  • Danos materiais: Além dos problemas de saúde, a humidade pode também provocar danos materiais não só na estrutura e nos acabamentos da casa, mas também no recheio da habitação. Por exemplo, roupas, livros ou peças de mobiliário.

Como combater a humidade em casa: caso a caso

São vários os motivos que podem originar problemas de humidade. Esta pode ser causada por uma infiltração, pela localização do próprio imóvel e também por deficiências de construção. De acordo com o Guia Manutenção e Patologias de Uma Casa, do Portal da Habitação, existem assim cinco grandes fatores que podem desencadear problemas de humidade nas paredes de casa.

Como combater a humidade em casa

Originada pelos produtos de construção

Acontece quando os revestimentos de construção são aplicados antes do equilíbrio húmido, o que favorece então o aparecimento de manchas.

Humidade capilar ou ascendente

Surge do solo, por capilaridade, e vai subindo até atingir as paredes. Neste caso, provavelmente será necessário introduzir materiais impermeáveis ou injetar substâncias hidrófugas nas paredes.

Proveniente de infiltrações

Este tipo de humidade surge na sequência de problemas relacionados com a impermeabilização defeituosa ou danificada, o que facilita a infiltração das águas da chuva. Por isso, nestas situações é fundamental encontrar o ponto de entrada da água.

Humidade por condensação

É um dos mais comuns tipos de humidade e forma-se quando o vapor de água que existe no ambiente entra em contacto com um suporte frio. Sente-se mais frequentemente em zonas como a casa de banho e a cozinha. Dessa forma, para reduzir a humidade é fundamental ventilar bem a casa e diminuir a produção de vapor de água.

Humidade originada por fatores acidentais

Refere-se à humidade que é originada por “situações decorrentes do uso, defeito de execução e dos materiais usados, roturas de canalizações, obstrução de caleiras, algerozes ou tubos de recolha de águas pluviais”, é possível ler-se no guia do Portal de Habitação.

Conselhos gerais para prevenir o aparecimento da humidade em casa

  • É fundamental monitorizar periodicamente os níveis de conservação e manutenção da habitação para prevenir o surgimento de problemas de humidade. Por exemplo: é aconselhável fazer uma vez por ano a revisão das ferragens e dos mecanismos das caixilharias e das portas, para garantir o bom isolamento das portas e janelas. Da mesma forma, deve limpar com frequência os caixilhos, as paredes e os tetos;
  • Areje, sempre que possível, as diversas divisões da sua casa;
  • Invista na aquisição de um desumidificador para reduzir os níveis de humidade nas divisões mais problemáticas;
  • Além disso, evite secar roupa no interior da habitação.

Sabemos que a chegada do tempo mais frio e da época de chuva traz preocupações acrescidas, especialmente quando falamos da melhor forma de aquecer a sua residência ou de como combater a humidade em casa. No entanto, seguindo estes conselhos, pode ter a certeza de que terá novas armas para passar um inverno mais tranquilo.

LIGUEM-ME
GRÁTIS